À pedido do vereador Adãozinho, servidores municipais poderão suspender o pagamento de empréstimo consignado.

| PORTAL ANGéLICA


VereadorAdãozinho (MDB),Foto: Portal Angélica

Uma indicação apresentada pelo vereador Adão Corrêa Gonçalves, popular Adãozinho (MDB) ao prefeito de Angélica, Roberto Cavalcanti, realizada na sessão ordinária da Câmara de vereadores do dia 22 de abril, foi atendida e se tornará lei.

O vereador Adãozinho solicitou que o pagamento das parcelas dos empréstimos consignados dos servidores municipais sejam suspensas pelo período de 90 dias, devido á pandemia do novo coronavírus.

Adãozinho justificou no pedido que “devido á pandemia do coronavírus a maioria dos funcionários públicos municipais estão com dificuldades financeiras por terem de ajudar seus familiares” afirmou o vereador.

Nesta segunda-feira (11) durante a sessão da Câmara de Vereadores, os Vereadores de Angélica aprovaram em regime de urgência, o projeto de lei ordinária de iniciativa do Poder Executivo Municipal nº17, de 06 de maio de 2020 que dispões sobre a suspensão do pagamento das parcelas dos empréstimos consignados.

Segundo o projeto aprovado as pessoas que possuem empréstimo consignado precisam procurar o Departamento de Recursos Humanos da Prefeitura de Angélica para que façam a adesão á renegociação, que será feita individualmente com cada servidor.

A renegociação da dívida será feita nas agências de acordo a situação de cada servidor, e que se tiver margem para um novo empréstimo poderá até requerer um novo valor de empréstimo durante a renegociação.

As parcelas suspensas serão acrescidas ao final do contrato, com os juros vigente na época da contratação do empréstimo.

O vereador Adãozinho ressaltou que “esta ideia já foi discutida com os gerentes das agências bancárias do município, mas que a renegociação será individual com cada servidor que aderir, não será feito de forma coletiva, portanto quem quiser este benefício deverá procurar o departamento de recursos humanos da prefeitura para se informar e aderir” disse o vereador.

 

"ouça o áudio do vereador Adãozinho explicando o projeto de lei" 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE