Angélica e Ivinhema estão entre os 10 municípios com piores índices de isolamento social

Apenas Juti, com 64,9%, atingiu o índice mínimo indicado pelas autoridades estaduais de saúde de 60%

| NOVANEWS/BáRBARA BALLESTERO


Foto: Divulgação

As cidades de Angélica e Ivinhema ficaram entre os 10 municípios com piores índices de isolamento social nesta terça-feira (12).

De acordo com dados do ranking divulgado, os piores índices foram registrados em Porto Murtinho (28,4%), Novo Horizonte do Sul (29,6%), Jateí (30,6%), Sonora (31,7%), Angélica (32%), Coxim (33,2%), Aparecida do Taboado (33,9%), Chapadão do Sul (34,3%), Ivinhema (34,3%) e Rio Negro (35,2%). Nova Andradina aparece no ranking com 41,2% e Batayporã com 44,8%. Apenas Juti, com 64,9%, atingiu o índice mínimo indicado pelas autoridades estaduais de saúde de 60%.

Pela primeira vez Mato Grosso do Sul saiu dos últimos lugares do ranking de isolamento social entre as unidades da federação, e ocupa o 14° lugar no monitoramento referente a esta terça-feira (12). A média nacional para o dia foi de 43,7%, e o Estado bateu 43,4%.

Dois fatores podem ter contribuído para essa melhora no desempenho de MS no cenário nacional. A flexibilização de medidas de quarentena em alguns estados, e o grande volume de chuva registrado em diversas cidades sul-mato-grossenses na terça.

Os dados são fornecidos pela startup da In Loco, que usa dados de geolocalização para mapear estados, municípios e regiões para mensurar a taxa média de isolamento. A ferramenta está sendo utilizada pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul para direcionar ações de enfrentamento ao Coronavírus.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE