Laudo confirma que criança foi morta por estrangulamento; mãe assume que matou garoto

A Polícia Civil informou que investiga a motivação e se mais alguém teve participação no crime

| TOP MíDIA NEWS/DANY NASCIMENTO


Crédito: Polícia Civil/Divulgação

Um laudo médico concluiu que Rafael Winques, 11 anos, morreu por asfixia mecânica por estrangulamento em Planalto, na Região Norte do estado. A mãe dele, Alexandra Dougokenski, disse que teria dado medicamentos para o filho se acalmar e culminou com a morte da criança.

Segundo o G1, o delegado delegado Joerberth Nunes, diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), disse que a mulher confessou o crime durante depoimento à polícia.

A Polícia Civil informou que investiga a motivação e se mais alguém teve participação no crime. O corpo de Rafael foi encontrado no final da tarde de segunda-feira (25), após a mãe ter revelado onde deixou o cadáver.

A mulher foi presa temporariamente, e já está no sistema penitenciário. A Polícia Civil pode pedir a prisão preventiva dela.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE