Acusado de matar homem com tiro na cabeça diz que sofria ameaças

| IVI NOTíCIAS/DOURADOS NEWS


Flávio foi encontrado morto no terreno (Foto: Tá Na Mídia Naviraí)

Na tarde desta segunda-feira, dia 1º de março, um rapaz de 23 anos se apresentou à polícia em Itaquiraí, cidade localizada na região Sul do Estado, e confessou o homicídio de Flávio Henrique dos Santos, de 32 anos. O crime aconteceu em 25 de janeiro e a vítima foi encontrada com um tiro na cabeça, em um terreno baldio.

Segundo o delegado Eduardo de Lucena, responsável pelo caso, o rapaz já tinha manifestado a intenção de se apresentar e foi até a delegacia nesta segunda-feira. Ele também apresentou a arma usada no crime, um revólver calibre 38, que segundo o acusado ele comprou para se defender de ameaças feitas por Flávio.

Em depoimento, o rapaz relatou que namora a ex de Flávio e que ele não aceitava. Assim, vinha sendo ameaçado há aproximadamente 1 ano e meio. Por conta disso, afirmou ao delegado que comprou o revólver e naquela noite foi novamente ameaçado por Flávio, o que acabou resultando no crime.

De acordo com o acusado, Flávio passou por ele na rua e o ameaçou. Ele foi para casa, mas foi seguido pelo homem, que novamente fez ameaças. Neste momento, o rapaz foi até o guarda-roupas, pegou a arma de fogo e atirou contra Flávio, que morreu na hora com o tiro na cabeça. Outras quatro testemunhas também foram ouvidas nesta segunda-feira e afirmaram que o autor sofria as ameaças.

Ainda segundo Lucena, não há testemunha ocular do crime. Pela colaboração e por se apresentar, o rapaz segue em liberdade e não foi expedido mandado de prisão. Porém, segundo o delegado, se no decorrer das investigações ocorrer algum tipo de coação, pode ser feito o pedido da prisão.

O rapaz responderá pelo homicídio e não tinha passagem pela polícia.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE